As minhas compras
O seu cesto está vazio.
Adicione produtos ao seu cesto.
Os meus favoritos
Não perca os seus favoritos!
para guardá-los e gerir diferentes listas.
(0 artigos)
A lista de produtos favoritos está vazia.
Adicione produtos aos seus favoritos.
TEMPLÁRIOS, o código templário, a organização da Ordem e seus mitos
Favorito
TEMPLÁRIOS, o código templário, a organização da Ordem e seus mitos
Papel
22,00
ComprarComprar
Ebook
5,00
ComprarComprar

Detalhe
Editora:
Lisbon International Press
Data de publicação:
2023-05-17
Páginas:
400
ISBN:
978-989-37-5173-2
Género:
LISBON PRESS
Idioma:
PT
Sinopse

Os templários participaram em muitas ações de guerra, especialmente na Península Ibérica. Os reis cristãos estavam em pleno processo de reconquista do território. Como os templários eram uma importante força de guerra, bem organizada e obediente às ordens dos seus chefes, os reis cristãos solicitavam os seus serviços, e posteriormente, como forma de pagamento e também para segurarem as terras conquistadas, doavam-lhes terras, castelos e outras regalias. Assim a Ordem ficou cada vez mais rica.


Um dos mestres mais importantes desta Ordem em Portugal foi Gualdim Pais, este, com 21 anos de idade foi armado cavaleiro, partiu para a Palestina onde esteve uns anos para receber formação de chefia. No ano 1157 após regressar de Terra Santa, foi ordenado como o 4º Grão Mestre de la Ordem do Templo em Portugal, tomou a seu cargo a reconstrução de Tomar sobre as ruínas duma antiga vila romana.


Nesta cidade, está o Convento de Cristo, possui uma torre defensiva octogonal, no interior desta, há um circulatório de forma quase circular, por onde, segundo conta a lenda, o Grande Mestre, para agradecer a Deus alguma vitória militar, montado no seu cavalo, dava voltas neste espaço.


O castelo anexo a este convento, foi o quartel geral da Ordem do Temple em Portugal. No ano 1190, os templários portugueses derrotaram um importante exército muçulmano, esta importante vitória militar foi fundamental para a consolidação do reino de Portugal.

Em memória desta vitória e da entrega sem reservas dos templários, foi a que “obrigou” ao rei Dom Dinis, a resistir ás pressões do Papa Clemente V e do rei francês Filipe “O Formoso”  para dissolver a Ordem e confiscar todos os seus bens. No entanto, Dom Dinis, criou a Ordem de Cristo, que herdou uma grande parte do património templário português e acolheu a todos os frades que aceitaram integrar-se nesta nova ordem.

Do mesmo autor
ENCLAVES TEMPLÁRIOS NA RAIA
Favorito
ENCLAVES TEMPLÁRIOS NA RAIA
Juan Antonio Poveda Miranda
22,00
Leituras semelhantes
O império da imbecilidade das massas
Favorito
O império da imbecilidade das massas
Fernando Nogueira Dias
14,00
Desenvolvimento Económico Local e Estratégias da Sua Implementação no Município de Mbanza Kongo
Favorito
Desenvolvimento Económico Local e Estratégias da Sua Implementação no Município de Mbanza Kongo
Nicolau Sozinho
13,00
Administração publica, organização administrativa e princípios gerais de direito administrativo
Favorito
Administração publica, organização administrativa e princípios gerais de direito administrativo
Abel Martins Rodrigues
13,00
"SAPI YA CHIYULO": LIDERANÇA RESPONSÁVEL
Favorito
"SAPI YA CHIYULO": LIDERANÇA RESPONSÁVEL
Henriques Ngolome
12,00
PK SAFAMOS? - SOBREVIVÊNCIA
Favorito
PK SAFAMOS? - SOBREVIVÊNCIA
Pedrosa "SINISTRO"
18,00
Educação, tecnologia e distanciamento social: ensaio e proposições
Favorito
Educação, tecnologia e distanciamento social: ensaio e proposições
Benedito Fulvio Manfredini, Nanci Aparecida de Almeida, Pamela Muratt e Sônia Aparecida Romeu Alcici
16,00
Estratégia de Segurança Marítima na Região do Golfo da Guiné: linhas de actuação para a sua eficácia.
Favorito
Estratégia de Segurança Marítima na Região do Golfo da Guiné: linhas de actuação para a sua eficácia.
Rita Suriana Amaro Gaspar
32,00
O Sistema de Videovigilância- Prevenção e investigação criminais
Favorito
O Sistema de Videovigilância- Prevenção e investigação criminais
Daniel J. R. Pereira
15,00
O que é a diplomacia económica?
Favorito
O que é a diplomacia económica?
Diogo Ribeiro
13,00
366 dias de história
Favorito
366 dias de história
Luís M. Cunha
25,00
Reeducar o século XXI: Libertar o espírito científico
Favorito
Reeducar o século XXI: Libertar o espírito científico
António Pedro Dores
16,00
O Uso da Energia: 4 Milhões a.C. aos Tempos Atuais
Favorito
O Uso da Energia: 4 Milhões a.C. aos Tempos Atuais
Paulo Carvalho
14,00
Pague de forma seguraPague de forma segura:
Receba em primeira mão
As nossas ofertas e novidades literárias