As minhas compras
O seu cesto está vazio.
Adicione produtos ao seu cesto.
Os meus favoritos
Não perca os seus favoritos!
para guardá-los e gerir diferentes listas.
(0 artigos)
A lista de produtos favoritos está vazia.
Adicione produtos aos seus favoritos.
Norberto Barroca

NORBERTO BARROCA

 

Nasceu na Marinha Grande. Arquitecto, licenciado em História e Mestre em História Contemporânea, frequentou um Curso de Teatro na East 15th Acting School em Londres, bolseiro da Fundação Gulbenkian. Sócio da Sociedade Portuguesa de Autores, foi membro da Comissão Sectorial de Teatro. No teatro tem exercido atividade na interpretação, encenação, escrita, cenografia e figurinos. Começou no Teatro Universitário de Lisboa e Centro Nacional de Cultura, com direcção de Fernando Amado. Estreia profissional em 1960 no Grupo Fernando Pessoa, tendo-se revelado como declamador de poesia, em recitais em Portugal, Brasil, Angola e Moçambique.

Na Casa da Comédia, em 1967, estreou-se como encenador e, em 1972, em Moçambique, entre outras, dirigiu a primeira peça de temática africana. Em Lisboa, dirigiu espectáculos em companhias como Teatro Estúdio de Lisboa, Novo Grupo, Teatro S. Luís (Companhia de Teatro Popular de que foi director artístico), Teatro Maria Matos, Teatro Nacional D. Maria II, Teatro ABC, Teatro Maria Vitória e Casino Estoril. Fez cenografias e figurinos na Barraca, escreveu e dirigiu peças para a infância para a Comissão Nacional para os Descobrimentos Portugueses. No Porto, na Seiva Trupe, encenou êxitos premiados pela Associação de Críticos e da revista Nova Gente. Foi Director Artístico do Teatro Experimental do Porto, onde encenou, cenografou e interpretou obras da dramaturgia mundial e nacional.

Participou na Rádio e na Televisão em programas de poesia e teatro, e, também no Cinema. Gravou discos de poesia. Leccionou teatro no Centro Cultural de Benfica, Casa Pia de Lisboa, Oficinas de Teatro do TEP, Academia Sénior de Gaia e Escola Superior Artística do Porto. Fez adaptações de textos para teatro representados em companhias de que foi encenador. Tem publicadas comunicações apresentadas nos Congressos: “Romantismo” (lnstituto de Sintra, 1988) – O Teatro Português no tempo de D. Fernando e “A Festa” (Sociedade Portuguesa de Estudos do Século XVIII – Lisboa, 1992) – Da Festa ao Teatro; assim como outros textos de teatro. A sua Dissertação de Mestrado (2008) – A Opereta em Portugal da Ditadura Militar ao Estado Novo está disponível na Faculdade de Letras do Porto, no Centro de Estudos Teatrais da Faculdade de Letras de Lisboa e no Museu do Teatro e da Dança.

Na Marinha Grande foi Assessor Cultural da Câmara Municipal e encenou reconstituições históricas, pelo que recebeu Votos de Louvor da Câmara e da Assembleia Municipal. Em 2014 escreveu e encenou o espectáculo de abertura da Casa da Cultura – Teatro Stephens. Tem dirigido o Grupo de Teatro do Sport Operário Marinhense. Distinções: Prémio de Encenação da Casa da Imprensa (1969); Prémios de Melhor Espectáculo e Melhor Espectáculo Musical da Associação de Críticos e da Revista Nova Gente (1982 e 1983); Diploma de “Excelência Pessoana” da Associação Fernando Pessoa (2003); Medalha de Oiro de Mérito Cultural e Científico da Câmara
Municipal de Gaia e Profissional do Ano pelo Rotary Club da Marinha Grande (2006); Medalha de Honra da Sociedade Portuguesa de Autores, Prémio Carreira da Associação de Futsal de Vila Nova de Gaia e Confrade de Honra da Confraria Eça de Queirós (2009); Homenagem da Câmara Municipal de Marinha Grande e do Sport Operário Marinhense, pelos 50 anos de profissional de teatro (2010); Homenagem de “Intervalo – Grupo de Teatro” do Concelho de Oeiras, Prémio Reconhecimento da Fundação Inatel – Leiria (2013) e Homenagem da Ordem dos Arquitectos por mais de 50 anos de vida associativa (2019).

Publicações do autor
Mirita Casimiro - Actriz de intuição e talento
Favorito
Mirita Casimiro - Actriz de intuição e talento
Norberto Barroca
16,00
Pague de forma seguraPague de forma segura:
Receba em primeira mão
As nossas ofertas e novidades literárias